Por Claudiney rato, às 11:26 – 12/07/2018

Cinco caminhoneiros foram indiciados pela tragédia em Mamborê. Quatro estão presos e um deles foi ouvido e liberado, já que se apresentou voluntariamente logo após o acidente.

(Fotos via WhatsApp)

A Polícia Civil de Mamborê indiciou por homicídio os cinco motoristas de caminhão acusados de racha na Rodovia BR-369, que provocou o acidente, no dia 02 de julho, que matou cinco pessoas da mesma família, o casal e mais três filhos, de 4, 9 e 11 anos, que saiu de um supermercado em Mamborê e seguia para casa, em uma fazenda na região. As vítimas estavam em um veículo Ford Escort, que foi atingido de frente por um dos caminhões. O Inquérito foi concluído ontem, quarta-feira (11).

O delegado de Mamborê concluiu que os acusados tiveram participação direta no episódio, já que as investigações mostraram que eles estavam acima da velocidade permitida na via e que ainda estariam fazendo um racha. As investigações apontaram ainda que os cinco caminhões, ao se aproximarem da faixa continua, reduziram a velocidade, mas um deles, o que atingiu o Ford Escort não conseguiu retornar para sua faixa e atingiu o veículo com a família.

Quatro dos cinco motoristas estão presos preventivamente, por tempo indeterminado. Eles foram presos em flagrante. Um quinto motorista se apresentou à polícia, foi ouvido e liberado em seguida.

Agora o inquérito policial segue para o Ministério Público do Paraná (MP-PR) que tem cinco dias para analisar e decidir se oferece ou não denúncia contra os acusados.